Ciclo Teatro exibe obra-prima de Alfred Hitchcock

“Um Corpo que Cai (1958)” é considerado o melhor filme da história do cinema por prestigiada revista do Instituto Britânico de Cinema

0
49
‘Um Corpo que Cai’ completou 60 anos de lançamento

Para quem tem no currículo obras como “Psicose (1960)”, “Janela Indiscreta (1954)”, “Festim Diabólico (1948)” e “Os Pássaros (1963)”, é uma tarefa quase impossível eleger um obra-prima. No entanto, o próprio Alfred Hitchcock já apontou “Um Corpo que Cai (1958)” como sua “obra mais pessoal”. E para atestar sua relevância cinematográfica, a respeitada revista ‘Sight and Sound’, do Instituto Britânico de Cinema (BFI), colocou o filme no topo da lista das 50 melhores produções de todos os tempos.

E para quem ainda não assistiu ou não teve a oportunidade de experienciá-lo numa sala de cinema, o Cine Teatro Cuiabá exibe, às 19h30 desta terça-feira (18.06), este grande clássico do cineasta britânico. A entrada custa simbólicos R$ 4 (inteira) / R$ 2 (meia). Este é o terceiro dos seis filmes que serão exibidos, sempre às terças-feiras, no ‘Ciclo Hitchcock’.

Hitchcock descreveu o filme como sua “obra mais pessoal”

Se “Um Corpo que Cai” é o melhor filme da história para a maioria dos 846 especialistas do Instituto Britânico de Cinema, o mesmo não aconteceu em votação do Instituto Americano, que o colocou em nono lugar nesta mesma lista. Apesar das divergências, é unânime o consentimento de que se trata de uma das maiores obras cinematográficas já realizadas.

“Não sei até que ponto isso (lista de melhores filmes) diz muita coisa, mas talvez diga alguma coisa dessa relevância que o Hitchcock tem do ponto de vista da crítica, uma contínua revisitação e valorização que a obra dele vem conquistando nos últimos tempos”, avalia Diego Baraldi, curador do ‘Ciclo Hitchcock’ ao lado de Ana Maria de Souza e Aline Wendpap.

A lista do Instituto Britânico de Cinema é atualizada de dez em dez anos. ‘Um Corpo Que Cai’ assumiu o topo na última votação, em 2012, quando desbancou o clássico “Cidadão Kane (1941)”, de Orson Welles, por 34 votos. ‘Cidadão Kane’ havia ocupado o primeiro posto nas últimas cinco décadas. Completam a lista dos cinco primeiros “Era uma vez em Tóquio (1953)”, de Yasujiro Ozu; “A regra do jogo” (1939), de Jean Renoir; e “Aurora (1927)”, de F. W. Murnau.

O FILME

‘Um Corpo que Cai’ completou, em maio deste ano, 60 anos de lançamento. A história foi baseada no romance de 1954, “D’entre les morts (Dentre os Mortos)”, de Boileau-Narcejac. O roteiro foi escrito por Alec Coppel e Samuel A. Taylor.

‘Um Corpo que Cai’ é estrelado por James Stewart e Kim Novak

Além das inovações no aspecto narrativo, o longa também é marcante do ponto de vista técnico. Hitchcock popularizou o “zoom dolly” com este filme. Trata-se de um efeito de câmera que distorce a perspectiva para criar desorientação. Como resultado do seu uso neste filme, o efeito é muitas vezes referido como “o efeito Vertigo (título original do longa)”. A técnica consiste em afastar a câmera fisicamente de um objeto enquanto simultaneamente faz um zoom.

E este efeito é utilizado justamente para transmitir a sensação de vertigem, afinal o personagem protagonista, o detetive John “Scottie (James Stewart), tem fobia de altura e é obrigado a lidar com este medo em diversos momentos da trama que mistura os gêneros ‘film noir’ e ‘thriller psicológico’.

Hitchcock popularizou o “zoom dolly” com este filme

No roteiro, Scottie é contratado por um homem para seguir a esposa, Madeleine (Kim Novak), que apresenta estranhos comportamentos. O marido que contrata o detetive não acha que a esposa o está traindo, mas desconfia que ela está possuída por alguma espécie de espírito. À medida que se aproxima de Madeleine, Scottie vai desenvolvendo uma obsessão pela atormentada mulher, e esta, por sua vez, demonstra uma estranha atração por lugares altos.

O longa discute temas universais e inerentes ao ser humano, e isso enquanto mantém o público intrigado com a atmosfera de mistério e perplexo com impressionantes reviravoltas. É, de fato, uma obra-prima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here