Em ritmo de samba, corpo de Beth Carvalho é levado para a cremação após velório e cortejo

Caixão foi transportado em caminhão do Corpo de Bombeiros para cremação no Cemitério do Caju, em cerimônia restrita à família.

0
53

Ao som de “Andanças” e outros sambas marcantes, familiares, amigos e fãs fizeram nesta quarta-feira (1º) uma despedida emocionante da cantora e compositora Beth Carvalho, morta na terça-feira.

O ritmo que embalou a vida da Madrinha do Samba foi cantado em coro primeiro no velório, no salão nobre do Botafogo, na Zona Sul, e depois no Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária.

O caixão deixou o clube de coração da sambista por volta das 16h, após seis horas de velório aberto ao público. Em cima de um caminhão do Corpo de Bombeiros, foi levado em cortejo até o cemitério, onde chegou pouco antes das 17h, e foi levado para cremação. A cerimônia foi restrita a amigos e familiares.

O caixão deixou a sede do clube de coração de Beth aos gritos de “Beth guerreira do povo brasileiro”, emendados num coro de “Andança”, um de seus maiores sucessos.

Corpo da cantora Beth Carvalho deixa a sede do Botafogo — Foto: Patrícia Teixeira/G1

Pouco antes, a filha de Beth, Luana Carvalho, se emocionou muito na hora em que o caixão da sambista foi fechado. Caixão de Beth Carvalho é fechado sob aplausos e levado para o velório de Beth na sede do Botafogo, que começou às 10h, se tornou uma roda de samba, com a presença de parentes, amigos e muitos sambistas, como Zeca Pagodinho, que tiveram na “Madrinha do Samba” uma grande incentivadora de suas carreiras.

Beth morreu na terça-feira (30), no Hospital Pró-Cardiáco, onde estava internada desde janeiro. A causa da morte foi infecção generalizada, após anos de luta contra problemas graves na coluna.

Por Patricia Teixeira, G1 Rio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here