Feira retorna com vinis, livros, música, roupas, comida, artesanato e plantas

Em sua 17ª edição, a Feira do Vinil é um verdadeiro bazar de afetos; um brechó de apegos e desapegos; uma feira de importâncias íntimas

0
101
Haverá opções de vinis de variados ritmos, inclusive alguns considerados raros

Após um período sem realização, a Feira do Vinil está de volta em Cuiabá. O evento é um verdadeiro bazar de afetos; um brechó de apegos e desapegos; uma feira de importâncias íntimas. Vinis raros, clássicos e populares; livros de páginas amareladas ou recém-lançados; roupas à espera de novos corpos que lhes preencha; comidinhas que fazem salivar paladares; artesanato que deveria ser denominado arte ao invés de artesanato; música ao vivo para afagar os ouvidos; exposição de aquarelas e desenhos; além de distribuição de mudas de árvores frutíferas ou ornamentais e uma Kombi que tira retratos.

Esta é a 17ª edição da Feira, que acontece neste sábado (23.03) na Casa Cuiabana. A entrada é gratuita, afinal a presença do público não tem preço. A programação começa às 14h, com a exposição de vinis para venda ou troca. Segundo o organizador do evento, Max Amorim, haverá opções de vinis de variados ritmos, inclusive alguns considerados raros.

“A Feira tem o objetivo de reunir colecionadores e pessoas que gostam de música e antiguidades. Além disso, atrai empreendedores criativos que desejam promover seus produtos e serviços”, destaca Max.

As atrações musicais comandam a trilha sonora da tarde. Sob as sombras generosas do quintal da Casa Cuiabana, os presentes poderão acompanhar as apresentações autorais dos artistas Caio Mattoso, Augusto Krebs e Marcus Vinicius, além de DJs do projeto HellCityRoom.

Caio Mattoso (foto) é uma das atrações musicais

Para matar a fome, as opções são kibe de peixe, hambúrguer e doces. Se a ideia é comprar roupas, a Feira disponibiliza bancas com peças de brechós. O evento ainda conta com artesanato e uma Kombi com cabine fotográfica para quem quiser levar um retrato para casa. E quem quiser, ainda poderá sair de lá com uma muda de planta frutífera e/ou ornamental que será distribuída pelo projeto Verde Novo.

Para os fãs do rock, os organizadores do evento prepararam uma exposição de material publicitário (folder e flyer) de shows realizados em Cuiabá nos últimos 10 anos. Também haverá exposição de aquarelas e desenhos.

O projeto Leia Arcada, cuja proposta é engajar novos escritores para publicação colaborativa de obras, também marcará presença. Na ocasião, os quatro autores e idealizadores (Lorenzo Falcão, Danilo Fochesatto, Rodrigo Meloni e Júlio Custódio) levarão seus livros recém-lançados para apreciação do público.

TRAJETÓRIA DA FEIRA

O Centro Cultural Casa Cuiabana recebe o evento desde 2016

A primeira edição da Feira do Vinil foi realizada em 2015, no Museu Histórico de Mato Grosso. A proposta agradou aos colecionadores, ganhou adesão de artistas e artesãos. Juntos, passaram a participar da programação. Conforme o evento foi crescendo, foi transferido para um espaço maior, na Casa Cuiabana, em 2016.

O Centro Cultural Casa Cuiabana é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Está localizado na rua General Vale, 181, bairro Bandeirantes. Mais informações sobre o evento: (65) 99225-6204.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here