Semana REC-MT de Audiovisual exibe mais de 30 filmes e reúne 1,3 mil espectadores

O evento propicia que novos públicos se aproximem da produção mato-grossense através da prática cineclubista, avalia a direção

0
81
Alunos do IFMT de Várzea Grande reunidos com realizadores mato-grossenses

Após 25 sessões realizadas em diferentes espaços culturais e cidades de Mato Grosso, a Semana REC-MT (Rede Cineclubista de Mato Grosso) de Audiovisual chega ao fim contabilizando mais de 1300 espectadores, isto levando em conta apenas o público bruto que compareceu às sessões. A direção do evento considera que a missão de aproximar novos públicos dos filmes produzidos no Estado foi cumprida. Ao todo, foram exibidos mais de 30 curtas, médias e longas-metragens em sete cidades mato-grossenses e na Serra de São Vicente. 

“Esta experiência integra a REC-MT e demonstra que é preciso fortalecer outros canais de acesso para a produção audiovisual que não chega ao público por vias como a televisão, portais de conteúdo da internet e salas de cinema comercial; é muito importante esse contato com outros filmes e com outras relações que surgem através da prática cineclubista”, ressalta Diego Baraldi, supervisor do Cineclube Coxiponés,

Segundo Baraldi, a meta agora é que outras ações sejam propostas por membros da REC-MT para circular pela Rede, envolvendo não apenas o audiovisual mato-grossense, mas toda produção audiovisual que ainda encontra obstáculos para o encontro com o público.

HISTÓRIA DA REC-MT

A REC-MT foi constituída na última Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (MAUAL 2018, realizada pelo Cineclube Coxiponés/UFMT), e congrega ativistas e instituições culturais de diferentes localidades de Mato Grosso que investem em atividades de difusão, debate/reflexão, pesquisa e realização audiovisual. As ações da Rede são independentes e sem vinculações com patrocínios, editais ou outros mecanismos de fomento.

Para que os filmes pudessem circular na Semana REC-MT de Audiovisual Mato-Grossense, vários realizadores foram consultados e aceitaram ceder os direitos de exibição de seus filmes em atividades promovidas pela Rede. A partir da adesão dos realizadores, a programação de cada local de exibição foi definida pelos coordenadores das ações cineclubistas que integraram o projeto da Semana. 

Integraram a Semana REC-MT de Audiovisual Mato-Grossense o Cineclube Coxiponés da UFMT, Cineclube Roncador e o Núcleo de Produção Digital do Campus Araguaia da UFMT (Barra do Garças), Cineclube Guaporé (Campus IFMT Pontes e Lacerda), CinePense (Seção de Cultura do Campus Sinop da UFMT), Cineclube Zumbis (UNEMAT Sinop), Cineclube Peskaria de Cinema (Cáceres), Cineclube Serra de São Vicente (Campus São Vicente do IFMT), Cineclube Quaarup (Chapada dos Guimarães), Cineclube IFMT Bela Vista/Curta BLV, Cine Teatro Cuiabá (através dos projetos A Escola vai ao Cine Teatro Cuiabá e Encontros com Cinema), CineSesc Arsenal, Sesc Rondonópolis, Campus Várzea Grande do IFMT (através do projeto Ocupação Literária). Também aderiram à Semana REC-MT de Audiovisual Mato-Grossense o Coletivo Artístico Gay de Mato Grosso (CAGAY-MT), a Escola Estadual Presidente Médici (Cuiabá), a Escola Estadual Professor Antônio Cesário de Figueiredo Neto (CEJA), a Escola Regina Pacis (Sinop), a Biblioteca Pública Estevão de Mendonça (Palácio da Instrução/Cuiabá), o Museu da Imagem e do Som de Cuiabá, o Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT), o Coletivo Maria Taquara, a UNEMAT Cáceres, a Academia de Letras, Cultura e Artes do Centro Oeste (Barra do Garças), o IFMT Sinop, o Espaço Cultural Metade Cheio, os Festivais/Mostras Tudo sobre Mulheres, CineCaos, Mostra de Cinema Negro, MAUAL, CINEMATO e a Associação Mato-Grossense de Cinema e Audiovisual (MTCINE).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here